ABCCOM participou do I Fórum Internacional de Conteúdo em Belém/PA

ABCCOM participou do I Fórum Internacional de Conteúdo em Belém/PA

 

O presidente da ABCCOM, Edivaldo Farias, acompanhado do Diretor Financeiro Wounei Santiago representaram a entidade durante os dias 2, 3 e 4 de dezembro no I Fórum Internacional de Conteúdo em Belém do Pará, que discutiu os desafios da TV Pública no Brasil e tirou um documento de propostas que deverá fazer parte do novo Marco Regulatório da Comunicação Brasileira. Além deles, um militante da causa da mídia comunitária foi um dos palestrantes, Beto Almeida, representante da Telesur e, também a nova integrante da TVC Caxias do Sul, Duda Rocha. Estiveram representadas no Fórum as TVs educativas, universitárias, comunitárias e a EBC. O Fórum contou também com representantes de emissoras da França, Alemanha, Colômbia e Portugal e diretores de TVs Estaduais como Bahia, Recife, MG, Espírito Santo, Pará, São Paulo, dentre outras, além de entidades do campo público como Intervozes, Secretaria de Audioviual do Minc, Universidades, Ministério da Cultura, e também do governo federal. Os temas debatidos foram: Criação e Produção de conteúdos: linguagem e formatos, planejamento de programação, Gestão e Funcionamento das TV´s Públicas, Financiamento e formas de sustentabilidade das TVs Públicas, Novo marco regulatório para as TVs Públicas.

O Presidente Didi cobrou um posicionamento mais efetivo da EBC na parceria com a ABCCOM em virtude do companheiro Garcez (EBC) não ter citado as TVs comunitárias dentro da Rede Digital que está sendo criada, como vinha sendo ventilado desde o penúltimo congresso da ABCCOM em 2009. Segundo Edivaldo Farias, as TVs comunitárias tem de ser tratadas com mais respeito e clareza pois são emissoras que falam a língua do nosso povo e contribuem diariamente para difusão da cultura e da cidadania. Em mais um pronunciamento exaltado, o presidente Didi fez um relato da luta de mais de 13 anos de militância, mostrou a força dos canais comunitários na evolução do cidadão e da família e deixou claro que sempre apoiou esse governo, mas que é preciso uma solução imediata que crie políticas de sustentabilidade e expansão destes canais, além da garantia do sinal aberto. Já a EBC se colocou a disposição para avanços em parcerias que visão produção e compartilhamento de conteúdo, inclusive reafirmando a importância destas TVs no campo público inclusive com a disponibilização do conteúdo  da TV Brasil para os canais comunitários, além de parceria na criação do banco de conteúdos que está sendo criado.
O presidente Didi também iniciou conversa com alguns órgãos presentes para apoio ao próximo congresso da ABCCOM que acontecerá no primeiro semestre de 2011, principalmente com a EBC que tem um contrato de parceria com nossa entidade desde a final do Fórum de TV Pública em Brasília, mas que nunca saiu do papel. Além disso, os representantes da Abccom aproveitaram o evento e fecharam parcerias com outras emissoras do campo público para troca de conteúdos que serão veiculados nos canais comunitários.  O resultado final do Fórum será apresentado pela Abepec aos órgãos e pessoas indicadas pelos participantes do Fórum e também estará disponível no site http://www.forumdeconteudo.tv.br . (texto de Wounei Santiago, diretamente de Belém para o portal da Abccom)


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!